25 de nov de 2007

São Paulo: Cidades do Interior

Araraquara


O prefeito Edinho Silva e a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andréa Túbero, participaram do 3º Prêmio Zumbi dos Palmares.

Texto integral:

No Teatro Municipal, a homenagem criada em 2004 por uma iniciativa do vereador Carlos Nascimento. Foi conferida, neste ano, ao artista plástico Luiz Cláudio Barcellos pela sua militância no movimento negro e na luta contra a discriminação racial. A escolha foi feita pelo Comcedir (Conselho Municipal de Combate a Discriminação e ao Racismo).

A noite contou com várias atividades culturais que marcaram o Dia da Consciência Negra. A primeira, Fanta Konatê e Petit Mamady Keita, artistas da Guiné. Em seguida, show Divina Saudade de Zezé Mota, que fez uma homenagem à memória de Elizeth Cardoso e em seguida teve a apresentação da peça teatral Xica da Silva. As atividades são da programação do Circuito Cultural do Banco do Brasil.

O prefeito iniciou sua fala elogiando o engajamento da artista Zezé Mota na luta pela construção da igualdade racial, criando espaços na mídia para pautar o assunto. Em seguida, Edinho destacou as diversas atividades do feriado do Dia da Consciência Negra, celebrado pela primeira vez em Araraquara. "O movimento negro por décadas enfrentou resistência. A vitória desse feriado, dos negros e brancos marchando nas ruas pela igualdade racial e pela luta contra o preconceito, ficará na história dessa cidade. Esperamos que nos próximos anos, outros setores caminhem conosco", disse Edinho, lembrando que muitos afrodescendentes tiveram que trabalhar no feriado e não puderam participar das diversas atividades programadas para reflexão e celebração.

Políticas públicas

Edinho lembrou de ações para afrodescendentes, como a implantação do Centro de Referência Afro, a Plenária Temática do Orçamento Participativo, diversas atividades na área de educação, saúde e cultura, o SOS Racismo que deverá ser oficializado em 2008, mas que já trabalha com cerca de 50 denúncias em Araraquara.

Símbolo

Para o prefeito, entregar o Prêmio Zumbi para Barcellos foi uma das maiores justiças que a cidade pôde fazer. O artista é engajado há muito tempo no movimento negro de Araraquara e tem uma grande firmeza ideológica. "Ele é daqueles militantes que não cedem nas suas convicções e é por isso que faz avançar tanto sua luta. Devemos muito a Barcellos e a outros militantes que dedicaram sua vida à luta pela igualdade", disse.

A história

A militância de Barcellos começa em 1966, em São Paulo, onde participou da Fundação do Movimento Negro Unificado Contra a Discriminação Racial (MNUCDR), rebatizado como Movimento Negro Unificado (MNU) na década de setenta. Mas, desde muito antes vem travando "a sua luta" que descreve como sendo uma luta contra a corrupção do ser humano, que para ele é a origem de toda a relação de opressão existente na sociedade. "A luta que eu, Barcellos, estou fazendo é essa. Eu não estou fazendo luta contra branco, contra negro, contra homossexual, contra Pai de Santo. Eu estou fazendo uma luta contra a corrupção, e eu tenho de ser capaz de lutar primeiro contra as minhas próprias corrupções", diz.

Fonte: Jornal de Araraquara


Caraguatatuba

Texto parcial:

O Dia da Consciência Negra (20 de novembro) foi celebrado em grande estilo, nesta terça-feira, na Praça Cândido Motta, no Centro de Caraguatatuba. Realizado pelo Zambô Movimento Negro com o apoio da Prefeitura de Caraguatatuba, a 10ª Kizomba foi aberta com um ato ecumênico que reuniu a Umbanda, a Igreja Católica e a ACUBALIN – Associação de Cultura Banto do Litoral Norte, entre outros, além do público representado pela união de raças presente no local.

A celebração teve início com uma concentração na Praça da Bíblia, seguida pela caminhada “Zumbi dos Palmares”, que encerrou-se na Praça Cândido Motta, onde aconteceu o ato ecumênico por volta das 11h da manhã.
Fonte: Click litoral


Mogi das Cruzes

A Semana de Consciência Negra “Zumbi dos Palmares”, promovida pela Prefeitura de Mogi das Cruzes entre os dias 12 e 20 de novembro, teve como saldo um conjunto de proposições concretas para a defesa da igualdade racial no município. Realizado na Praça Zumbi dos Palmares, em Braz Cubas, o evento foi dividido em três eixos distintos – “fé e religiosidade”, “arte e cultura” e “consciência e mobilização”.

O coordenador municipal de Cultura, Adamilton Andreucci, lembrou que pela primeira vez a cidade passou a contar com uma programação oficial sobre o tema, elaborada de forma a proporcionar espetáculos e debates que retratassem toda a riqueza da cultura negra. “Dentro destes três eixos que nortearam a programação, oferecemos à população uma série de eventos, todos eles realizados com boa participação popular”, disse Andreucci.

De acordo com ele, a realização da Semana de Consciência Negra foi uma determinação do prefeito Junji Abe, com o objetivo de estimular a reflexão sobre a data e, ao mesmo tempo, oferecer uma programação de lazer que agradasse a população.

No primeiro eixo temático, que enfocou a fé e a religiosidade, foram celebrados cultos de cunho afro, evangélico e ecumênico, todos eles marcados por intenso diálogo entre os participantes e respeito pela diversidade de credo. O padre Deoclécio Ribeiro Silva, pároco da Igreja Nossa Senhora do Socorro, participou de todas as celebrações e disse ter gostado dos resultados.

“Pude expor muito do trabalho pastoral que realizo na Igreja Católica e, paralelamente, também tive espaço para apresentar questões que despertam a reflexão sobre realidade do negro no Brasil”, afirmou padre Deoclécio, para completar em seguida: “Nossa expectativa é de que este evento, realizado durante uma semana inteira em Mogi, ganhe mais espaço a cada ano, incorporando novos convidados e aprofundando a discussão sobre um tema tão importante como este. Temos que parabenizar o prefeito Junji Abe por esta iniciativa, que é o ponto de partida para um caminho promissor que temos pela frente”.

Já o eixo temático “arte e cultura” ofereceu ao público apresentações musicais de rap e explorou toda a riqueza da cultura hip-hop. Houve ainda mostras de grafite e distribuição de alimentos típicos da África, como canjica e cuscuz. Uma das pessoas que ajudaram a Coordenadoria de Cultura na organização do evento foi Regina Faria, integrante do Sindicato dos Funcionários e Servidores de Educação do Estado de São Paulo (Afuse).

“Entrei em contato com grupos que conhecemos e auxiliamos no agendamento de shows. O que percebi é que, apesar de termos realizado o primeiro evento este ano, a disposição dos participantes foi muito grande”, observou.

Consciência e mobilização

O terceiro eixo abordado na Semana de Consciência Negra “Zumbi dos Palmares” teve importantes desdobramentos. O advogado e suplente de vereador Geraldo Tomaz Augusto, o Geraldão, lembrou que uma comissão provisória foi formada na última terça-feira (20/11), durante a chamada Tribuna Livre – espaço em que os cidadãos negros puderam se manifestar, livremente, durante três minutos.

O grupo, formado por mais de 30 pessoas e do qual Geraldão também faz parte, vai se reunir com o objetivo de fundar um grupo pró-promoção racial na cidade. A primeira reunião já tem, inclusive, data marcada para acontecer: será no próximo dia 30 de novembro, às 15 horas, na Biblioteca Municipal “Benedicto Sérvulo de Sant’anna”.

“Um dos primeiros assuntos que debateremos será a substituição da imagem de um tronco, existente na Praça Zumbi dos Palmares, por um ícone que simbolize de forma positiva a nossa história. A maioria dos integrantes deste grupo concorda que a imagem de Zumbi deve ser instalada no local e já temos, inclusive, a informação de que a Prefeitura irá nos apoiar nesta iniciativa”, comentou. (MAS)
Fonte: http://www.pmmc.com.br/ccs/sala-noticias/2007_novembro/Semana%20da%20Conciencia%20Negra%20211107.html


Piracicaba
Evento na Câmara de Vereadores

"Na abertura da solenidade, o vice-presidente da Câmara, o vereador Francisco Edilson dos Santos, o Chico da agua (PTB) após a leitura de texto bíblico ocupou a Tribuna para destacar a importância da homenagem em reverência ao Dia da Consciência Negra".

Fonte: Gazeta de Piracicaba



Itu - Salto

A Semana da Consciência Negra será encerrada neste domingo, dia 25 de novembro, com o evento Salto Folia – Carnaval Fora de Época, a partir das 15h, na Concha Acústica da Praça Dr. Archimedes Lammoglia e apresentação dos grupos Swingueira Negra e Convidados.

Durante toda a Semana, que teve início no dia 15, foi realizada uma programação de eventos, com destaque para a entrega na noite do dia 16 de novembro, da Revitalização da Praça “Zumbi dos Palmares”, contando com a participação das Escolas de Samba Santa Quitéria, Santa Cruz, Unidos do Morro, José do Patrocínio e Império Saltense. E também a apresentação do Balé Afro Omorum (filhos do Sol e da Terra) e Culturarte Capoeira, além da entrega do título “Zumbi dos Palmares” para Valdemar Batista Silva, Rubens Almeida, Terezinha Jesus dos Santos, Maria Felix, Maria Isaura Martins, Benedita de Souza, Berto Castro, Arilton Assunção, Alfredo dos Santos, Evelyn Fernanda da Silva e Eunice Aparecida Melo. A Semana contou ainda com apresentações musicais e de dança, palestras, desfile Afro Fashion Hair e Missa Afro.
Concurso Zumbi e Dandara

Realizado na noite do dia 20 de novembro, no Clube José do Patrocínio, o concurso Zumbi e Dandara teve os figurinos e cenários feitos a partir de material reciclável fornecido gentilmente pela empresa Padreca Recicláveis e Reciclados.

Fonte:
http://itu.com.br/noticias/detalhe.asp?cod_conteudo=11814


Limeira

Vinte cartazes homenageiam personalidades negras

Quem passar por alguns lugares históricos de Limeira poderá conferir um Museu Vivo composto por 20 banners de personalidades da cultura brasileira e que são afrodescendentes. Trata-se de uma parceria feita pela Secretaria da Cultura de Limeira com a Secretaria de Estado da Cultura, que tem como finalidade homenagear essas figuras desconhecidas pelo grande público, que desconhece também o fato de essas pessoas serem negros ou mestiços.
Os painéis estão fixados em locais como a Biblioteca Municipal, Palacete Levy, Centro Cultural Maestro Mário Tintori (Museu), Departamento da Cultura Afrodescendente e Integração Étnica (Decadie) e Teatro Vitória. Neles é possível conhecer figuras como o engenheiro André Rebouças, compositor Carlos Gomes, escritora Carolina de Jesus, poeta Castro Alves, compositora Chiquinha Gonzaga, entre outros.
Segundo o secretário da Cultura, José Farid Zaine, “receber esses banners e poder exibi-los à população de Limeira é mais uma ação dentre as muitas realizadas pela Secretaria da Cultura, após o grande sucesso do FestiAFRO”.
De acordo com o secretário de estado da Cultura de São Paulo, João Sayad, no mês da Consciência Negra, o governo do Estado de São Paulo homenageia vinte personalidades, homens e mulheres, a que nós brasileiros somos gratos pelo legado que nos deixaram na política, na arte ou na ciência. “O número vinte é simbólico, pois lembra o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 20 de novembro de 1695”. (LC)

Fonte: Gazeta de Limeira

Taboão da Serra

um projeto de lei de autoria do vereador professor Moreira transforma a semana da Consciência Negra num período essencial para a prevenção, combate, esclarecimento e assistência aos portadores de Anemia Falciforme, doença que passa de pais para filhos e altera os glóbulos vermelhos.

Essa enfermidade é freqüente na população negra e nos seus descendentes. Por essa razão, o vereador escolheu o período em que se trata da Consciência Negra para promover às ações que visam o combate à doença. Entre as medidas propostas pelo projeto de lei estão a realização de campanhas, palestras, debates, atividades culturais, oficinas entre outros eventos.

"Que período seria mais apropriado para realizar essa mobilização do que a época em lembramos e celebramos o líder negro Zumbi dos Palmares?", pondera.

O parlamentar defende que em função da importância social do negro para o País o Dia da Consciência Negra deveria ser feriado nacional e não municipal como acontece atualmente. "No Taboão o ponto facultativo foi determinado por um projeto de lei de autoria do ex-vereador petista Jair Cardoso", conta.

Moreira revela que já foi procurado por representantes do movimento negro local propondo que ele lidere na Câmara um projeto visando transformar o Dia da Consciência Negra em feriado municipal e não somente ponto facultativo como acontece atualmente. "Já estou iniciando a articulação com os meus pares e executivo a fim de tentar atender a essa reivindicação", garante.

Fonte: O Taboanense


Valinhos

Programação
A programação em comemoração ao Dia da Consciência Negra começou na última segunda-feira, dia 19, com a abertura da exposição de imagens do "Teatro Experimental do Negro", que ficou no saguão do Paço Municipal até esta quinta-feira, dia 22. Na segunda-feira também foi realizada a palestra "Auto Estima da Criança Negra" com a socióloga Daniela Antônio Rosa, na Sala Ivan Fleury Meirelles, no Paço Municipal.

O grupo Juventude e Atitude realizou no domingo e no feriado o campeonato de Street Ball, na quadra poliesportiva da Praça "Zumbi dos Palmares" Os jogos finais e a premiação dos vencedores foram realizados na manhã desta terça-feira. O torneio teve apoio da Secretaria de Esportes e Lazer. Durante o dia teve também atrações que incluíram ainda apresentações de capoeira, samba, dança afro, maracatu e rap.

Fonte: Cosmo On Line

Nenhum comentário: