29 de nov de 2007

Pernambuco


20 DE NOVEMBRO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA

“A consciência negra é, em essência, a percepção pelo homem negro da necessidade de juntar forças com seus irmãos em torno da causa de sua atuação - a negritude de sua pele...”.
Stive Biko

O mês de novembro é considerado o Mês da Consciência Negra. Data instituída pelo Movimento Negro do Brasil e já incorporada ao calendário oficial de algumas cidades, como é o caso do Recife, faz referência ao aniversário de morte do líder negro Zumbi dos Palmares, no dia 20 de novembro – Dia Nacional da Consciência Negra.

Durante séculos, aprendemos que ser negro era sinônimo de escravidão, inferioridade, preguiça e marginalidade. No entanto, contraditoriamente, examinando a história do povo negro no Brasil, nos deparamos com uma incontestável contribuição social e herança cultural. Não é por coincidência que somos o país com o maior numero de negras e negros fora do continente africano. Isso se deve porque estas pessoas, seqüestradas de sua terra, resistiram a todo sofrimento ao qual foram submetidas e tornaram-se as principais responsáveis pelo país que construímos.

A Semana da Consciência Negra é um convite à reflexão sobre a trajetória de luta e resistência da comunidade negra no Brasil. É uma forma de contribuir com o combate ao racismo, assim como resgatar a identidade racial, a auto-estima e a cidadania do povo negro.

Nenhum indivíduo pode ter acesso à cidadania plena se não souber quem é e de onde veio. Por esse motivo, acreditamos que a formação é um dos elementos fundamentais no processo de inclusão social. Sendo a identidade racial de um povo intrinsecamente ligada a sua formação enquanto povo, o acesso à reflexão sobre sua história étnica não pode ser negligenciado. Uma vez que é a partir de suas raízes culturais que este povo se manifesta socialmente. No momento histórico em que vivemos, com o preconceito racial e social se manifestando de forma ainda mais forte, despertar a auto-estima das pessoas é uma necessidade básica, essencial para que elas possam se incluir socialmente.

Quem nunca ouviu a frase: “Não existe racismo no Brasil”. Avaliando as desigualdades raciais existentes, o Brasil é um país racista, preconceituoso e discriminador, que ensinou grande parte de suas filhas e filhos, negras e negros, a serem uma caricatura da população branca, sob pena de serem tratados como seres inferiores.
Divulgar o dia da consciência negra, conhecer os nossos heróis, identificá-los com nossos ancestrais são elementos primordiais para que possamos nos tornar sujeitos da nossa história.

Fonte: Comunicação/Prefeitura de Recife(PE)

Saúde intensifica ações na semana da Consciência Negra

Publicado em 18.11.2007, às 10h35

Do JC OnLine

A Secretaria de Saúde do Recife vai promover atividades especiais na semana em que se comemora o Dia Nacional da Consciência Negra (20). De segunda (19) a sexta (23), o órgão incrementa ações, com destaque ao teste do pezinho, ao exame de hemoglobina que identifica a doença falciforme e ao quesito raça/cor incluído nos formulários do Ministério da Saúde preenchidos durante a consulta médica.

Nesta segunda (19), a Secretaria Municipal de Saúde apresenta os resultados do Perfil de Natalidade e Mortalidade da População Negra e Não-Negra do Recife de 2006. A divulgação ocorre, a partir das 8h, no Centro Especializado de Saúde do Trabalhador (Cest-Recife). Na ocasião, será traçado um panorama das ações de saúde desenvolvidas atualmente no Recife para a população afro-descendente e as perspectivas para 2008.

Ainda dentro da programação, a pesquisadora Inaldete Pinheiro, membro do Grupo de Trabalho da Saúde da População Negra, recebe título de cidadã recifense na Câmara de Vereadores do Recife na terça-feira, às 16h30. Na quarta, das 8h ao meio-dia, a Policlínica Lessa de Andrade promove a palestra Forma de Meia Lua, com a hematologista Cláudia Wanderley, sobre a doença falciforme e a saúde da população negra, seguida de uma mesa redonda no auditório da unidade.

Fonte: JC on line


Fórum põe em debate ações em defesa da cultura afro

Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, sedia até amanhã o Fórum Estadual de Educação e Diversidade Étnico-Racial, uma iniciativa da Secretaria de Educação, por meio da Gerência de Políticas de Educação em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania. O evento, que integra a programação alusiva ao Dia da Consciência Negra, comemorado anteontem, conta com a parceria do Comitê Estadual da Igualdade Étnico-Racial.

Leia mais ...

Cabo
Quinta, 22/11/2007 - 12h55


Discriminação racial é discutida durante Semana Municipal da Consciência Negra no Cabo



Por Taluama Silva

Em sintonia com a Semana Municipal da Consciência Negra, que acontece de 19 a 23 de novembro no Cabo de Santo Agostinho, os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), mantidos pela Prefeitura, realizam programação especial com palestras e debates sobre o tema. Na última quarta-feira (21), foi a vez do CRAS da Cohab reunir, usuários, parceiros e a comunidade para uma tarde de reflexão sobre o tema.

A abertura do evento ficou por conta do grupo de afoxé “Pérola Negra”, do projeto Sentinela, com uma apresentação cultural. Em seguida foi exibido o curta-metragem “Vista Minha Pele” que aborda as discriminações raciais, cotidianas, na vida de adolescentes. O professor de história, Bruno Aurélio, enriqueceu o debate sobre o vídeo com uma explanação sobre a história do negro no Brasil.

Para o coordenador nacional do Movimento Negro Unificado, Marcelo Jerson (Pirata) a iniciativa de discutir o tema é de grande importância. “A discussão sobre o vinte de novembro – Dia da Consciência Negra - se faz importante como forma de resgate das lutas étnicas raciais da qual os movimentos negros vêm travando no Brasil”, disse Marcelo acrescentando que ainda se tem muito o que fazer para eliminar ou amenizar o preconceito no país. “Falta muito ainda, porém demos passos importantes como a aquisição da Lei 10.639/03, que obriga as escolas a contar a história do povo negro”, explicou Marcelo.

Durante o encontro foram distribuídos panfletos explicativos sobre preconceito, racismo e situações onde deve ser aplicada a Lei 7.716 que pune os crimes resultantes de discriminação ou preconceito e cor, raça, etnia, religião ou procedência nacional. O Dia da Consciência negra é celebrado no Brasil em 20 de novembro e é dedicado a uma reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. Esta data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.
Fonte: Prefeitura do Cabo



Nenhum comentário: