21 de nov de 2009

Arthur Bispo do Rosário: um gênio confinado

Arthur Bispo do Rosário (1909 ou 1911- 1989) retorna a Japaratuba (SE) sua terra natal como um gênio artístico com suas cinzas depositadas na cidade e um monumento em sua homenagem. Descendente de escravos veio para o Rio de Janeiro entrou para a Marinha foi interno da Colonia Juliano Moreira destinada a loucos e outros banidos sociais. Acreditando-se um enviado divino foi um pioneiro da arte da reciclagem - quando não se pensava nisso - aproveitando restos de materiais como tecidos velhos, madeiras e papelão criou uma obra artística única. Sua maior criação é o Manto da Apresentação que resume sua obra.




Arthur Bispo do Rosário através sua técnica simples e original inspirou o artesanato das cidades de Japaratuba e Laranjeira em Sergipe envolvidas na produção do filme sobre sua vida e obra, iniciativa que criou mais uma fonte de renda para artesãs do sertão nordestino.



Arthur Bispo do Rosário foi homenageado com o livro Senhor do Labirinto de Luciana Hidalgo e do filme de mesmo nome dirigido por Geraldo Motta.

Nenhum comentário: